As notícias estão favoráveis para economia brasileira. As últimas pesquisas da Fundação Getúlio Vargas (FGV) apontam uma melhora da confiança na economia. A tendência é mais forte na indústria, serviços e construção, que atingiram o maior patamar de confiança desde o agravamento da crise no primeiro semestre de 2015.

Alguns dos fatores positivos são a retomada de atividade com reposição de estoques, a queda da inflação, que deve ficar próxima do centro da meta já esse ano, e o ritmo mais forte de corte dos juros, que alivia o crédito e o endividamento.

A instituição prevê ainda que a economia brasileira deve voltar a crescer já no primeiro trimestre de 2017. Segundo o estudo, o PIB (Produto Interno Bruto) do país deve registrar leve alta de 0,1% entre janeiro e março deste ano em relação ao quarto trimestre de 2016.

Para 2017, a perspectiva também é de leve crescimento: 0,3% em relação ao PIB de 2016 – que ainda não foi divulgado.

Em relação a comércio e consumidores, a melhora recente da confiança foi suficiente apenas para recuperar as perdas dos últimos meses, já que ainda pesam muito as quedas da renda e do emprego.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *