A partir de hoje, lojas do Princesa passam a arrecadar moedas de troco dos clientes para apoio a projetos do Instituto Ronald McDonald

Mais uma rede de supermercados aderiu à campanha Cofrinhos, uma iniciativa do Instituto Ronald McDonald que conta com o apoio da ASSERJ (Associação dos Supermercados do Rio de Janeiro) e visa arrecadar recursos para o desenvolvimento de projetos de combate ao câncer infantojuvenil. A partir de 28 de março, a rede Princesa também participará da campanha, com a instalação de cofrinhos em 10 de suas unidades, localizadas nas cidades do Rio de Janeiro e Niterói, para receber contribuições (moedas de troco) de seus clientes.

Desenvolvida no Rio de Janeiro em parceria com a ASSERJ desde maio de 2016, a campanha Cofrinhos ainda conta com a participação das redes de supermercados Vianense e Campeão. Desde sua implementação, já foram arrecadados cerca de R$ 30 mil nas 23 lojas participantes das duas redes de supermercados. Com a adesão da rede Princesa, será possível ampliar para 33 pontos de coleta em todo o estado do Rio de Janeiro.

Segundo Ronald Teixeira, gestor geral da rede Princesa Supermercados, a adesão à campanha nasceu da vontade da empresa de atuar como um facilitador, além de contar com a parceria e credibilidade do Instituto Ronald McDonald e proporcionar aos clientes uma forma de contribuir para esta ação social. “Desta forma, todas as partes envolvidas são beneficiadas”, destaca o executivo.

“A adesão da rede de supermercados Princesa fortalece e amplia a campanha Cofrinhos na cidade do Rio de Janeiro. Sem dúvida, um parceiro estratégico, que vai se somar às empresas que já estão engajadas no combate ao câncer infantojuvenil” afirma Francisco Neves, superintendente do Instituto Ronald McDonald. O câncer é hoje a primeira causa de mortalidade por doença de crianças, adolescentes e jovens brasileiros na faixa etária entre 1 e 19 anos. “O apoio da iniciativa privada aos projetos que desenvolvemos é essencial para avançarmos cada vez mais nos índices de cura. A partir de um diagnóstico precoce e com os tratamentos adequados, as chances de cura podem ultrapassar os 80%”, diz Neves.

Fábio Queiróz, presidente da ASSERJ, comemora a adesão de mais uma grande rede.

“É muito satisfatório ver a campanha crescendo, com a adesão de mais uma grande rede. A ASSERJ tem como compromisso buscar novos parceiros que possam contribuir com o fortalecimento da iniciativa e acredita que o setor está cada vez mais comprometido com causas nobres”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *